sábado, abril 14, 2007

Nunca assinem a folha

Há um ano, a Folha me ligou oferecendo uma assinatura gratuita e sem compromisso por 3 meses. O vendedor vai falando com você sem parar e pedindo seus dados, até que ele pega o número da sua conta. Só que eu não sabia que qualquer mané que tem o número da sua conta e do seu CPF pode te colocar no débito automático.

Eu fiquei muito irritado porque não haviam me dito que iriam colocar a assinatura no débito automático após o final dos 3 meses. No final do ano, eu resolvi cancelar o débito automático da Folha, pois isso estava me incomodando. Duas semanas depois, a Folha voltou a ligar oferecendo de novo a assinatura, eu não concordei e eles colocaram de novo no débito automático, eu cancelei novamente.

Dai a Folha começou a ligar perguntando sobre o pagamento, eu disse que queria cancelar a assinatura. Só que é impossível cancelar a assinatura deste pasquim, a atendente não te deixa cancelar, fica perguntando porque vc quer cancelar, mas o jornal te dá muitas informações, etc, eu só quero cancelar a assinatura, não preciso dar explicações da minha vida para a garota do telemarketing. Depois de 10 minutos "aguardando" eu tinha que trabalhar e desliguei o telefone.

Uma semana depois, eles ligam novamente e dessa vez aceitam o fato de que eu não quero mais o jornal. Estou livre dessa merda de jornal? Não, tenho agora que pagar os jornais que eles mandaram sem eu querer, só que não é só pagar e pronto, tem que ser um depósito identificado
na boca do caixa do Bradesco e depois mandar um fax e tal.

Ou seja, eles te oferecem um jornal por três meses sem compromisso e depois eu nunca mais posso me livrar. Não é assim que se constrói um público fiel de assinantes. Como um jornal com uma prática comercial deste nível pode criticar o comportamento da Vivo ou da Claro.

Provavelmente eles vão agora querer me processar e tal. Eu nunca mais vou comprar este jornal e vou dedicar a minha vida em fazer campanha contra ele para todas as pessoas que eu conheço, pois o setor de assinaturas mostra bem o nível moral da Folha de São Paulo.