domingo, maio 24, 2009

Previdência social versus esmolas

O Brasil possui um imenso programa de distribuição de renda, que é a previdência social. Em muitos municípios a renda dos aposentados é a principal fonte de recursos para a economia. São bilhões de reais que são consumidos todos os anos com esse programa social.

Porém a previdência social tem um gravíssimo problema, ela é um instituição de estado. As pessoas já a consideram um direto, portanto não é possível fazer política personalista com ela, os políticos não podem dizer: "Eu pago aposentadoria para vocês, portanto votem em mim", porque vão ouvir: "Não é você que paga, é o estado".

Já no bolsa família/fome zero ocorre o contrário, ele é uma dádiva que os coronéis dão aos pobres. Como o programa é novo e as regras para conseguir a bolsa são nebulosas (para não dizer arbitrárias), o golpe funciona. Ou seja, o Brasil já possui um sistema estabelecido de distribuição de renda, porém foi preciso um segundo programa, mais ineficiente porque é sempre preciso ter um pai dos pobres que distribui esmolas.

Outra diferença entre os dois programas é que existe um mínimo de mérito na aposentadoria, você precisa ao menos sobreviver até uma determinada idade, já nos programas novos é pura distribuição
de dinheiro para gerar dependência e votos cativos. Ou seja, é o maior programa de compra de votos do mundo.