sábado, março 09, 2013

Como não desenvolver uma cidade

Imagina se em lugar da Av. Sumaré a gente ainda tivesse o rio Sumaré, com as perdizes que dão o nome ao bairro em suas margens. Ou se do mirante da paulista ainda fosse possível ver o rio anhangabau. Se as curvas do rio pinheiros tivessem sido preservadas, e se no lugar das marginais a gente tivesse um parque. Como é fácil destruir um cidade que tinha um grande potencial de ser uma bela cidade, bastava ter feito ela se expandir em vez de construir por cima do que ela tinha de bom.