sábado, junho 08, 2013

A ignorância no poder

A Alemanha tinha tudo para ser a maior potência do século XX. As universidades alemães estavam na frente das Americanas, eles tinham o Einstein, o Heisenberg, e uma extensa lista de cientista brilhantes alemães e do leste europeu. Eles inventaram a mecânica quântica, que abriu as portas para o século XX, imagina o que poderia ter sido descoberto na Alemanha se não fosse o nazismo, talvez o computador, talvez o transistor.

O Hitler era um cara um pouco mais esperto que os colegas na cidadezinha que ele nasceu, por conta disso ele decidiu que não precisava estudar ou se esforçar. Quando ele saiu da roça para ir para a cidade quebrou a cara, quase morreu de fome e começou e para voltar a se sentir especial começou a criar teorias de superioridade racial. Hitler era um autodidata, o seu conhecimento era antiquado e incompleto, o que levou ele a concluir que a única forma de melhorar o padrão de vida dos alemães era escravizar o resto da Europa. Em vez de aumentar o comércio, fortalecer a indústria de bens ele achou melhor desviar todos os recursos do país para uma guerra cretina. 

O primeiro resultado das ações dos Nazistas foi desorganizar as universidades ao demitir todos os pesquisadores judeus. Muitos deles, principalmente os de maior destaque, foram parar na Inglaterra e nos EUA, aumentando em muito a capacidade de pesquisa desses países. A bomba atômica foi resultado principalmente do esforço dos exilados europeus.

No final o resultado das idéias estúpidas do Hitler para os Alemães foi a completa destruição da Alemanha e o deslocamento da elite acadêmica da europa para os EUA. Tudo isso causado por um capial ignorante que chegou ao poder.