terça-feira, setembro 20, 2016

universidade.com

A universidade é uma instituição elitista por natureza. A universidade moderna surge nos EUA como um lugar para os filhos da elite ganharem um verniz cultural e fazer contatos sociais.

No século XX se abriu as universidades para que pessoas sem berço mas com excelente performance acadêmica pudessem entrar e por isso a universidade se tornou uma grife, algo que seria uma prova de excelência de um candidato para um emprego, e com isso a busca pela título universitário explodiu.

Hoje a universidade virou uma obrigação para quem quer um emprego. Nos EUA a busca pela Ivy League joga o preço das universidades nas alturas ao mesmo tempo que diminui a preção para que elas ofereçam algo útil aos alunos. Você pode passar 4 anos só discutindo política de gênero, socialismo e culturas primitivas porque afinal o que importa é a grife do título.

O custo do ensino superior é um peso para as famílias e para os estudantes. Governos populistas usam isso para propor universidade gratuita para todos, o que não é viável economicamente e que vai contra a própria natureza elitista da universidade. Em vez de comprometer o dinheiro dos impostos era preciso repensar o ensino de nível superior, não faz sentido manter o mesmo sistema de ensino medieval de professor em sala de aula, ele simplesmente não escala.



Tirando o fator de prestígio, é plenamente possível trocar a universidade por ensino online e a distância. Em áreas em que não existe uma pressão por títulos isso já ocorre, como por exemplo a fotografia. Sites como https://www.lynda.com te ensina fotografia, web design, programação por US$ 35 por mês.