sábado, maio 14, 2016

A volta da normalidade

Com o governo Temer a gente volta a normalidade.

Agora a imprensa vai voltar a criticar a governo.

Os comediantes vão fazer piadas contra e não à favor do governo.

A gente vai poder xingar o presidente sem ser chamado de machista.

O Brasil voltou a reagir quanto à atacado pelas republiquetas de quinta categoria da América Latina.

Você vai poder falar sobre a corrupção do governo, sem ter que apontar um caso de corrupção não relacionado da oposição.

O ministério é formado por um ou outro cara decente e um bando de imbecis, em vez de só um bando de imbecis.

O português volta a ser a língua do governo.

Os discursos passam a dizer alguma coisa.

A lógica pode novamente ser aplicada em assuntos governamentais.

O governo não pode mais chamar de golpista quem denuncia a corrupção.

Figuras completamente irrelevantes como Zé de Abreu, José Eduardo Cardoso,Tico Santa Cruz e Waldir Maranhão, voltam a ser irrelevantes.



E o principal, a gente não tem mais que ouvir presidenta.