quinta-feira, maio 19, 2016

Sobre a liberação da pílula do câncer




O problema é que há um desbalanço de informações, o paciente não tem o conhecimento para ler os estudos e decidir qual droga é melhor para ele, por isso existe um processo para garantir que as drogas que estão a venda são pelo menos efetivas e não causam nenhum efeito colateral muito sério. O processo de aprovação de medicamentos pelo estado gera muitos abusos, talvez uma solução com uso de entidades acreditadoras seria melhor, mas é preciso ter um controle para evitar o surgimento de charlatões vendendo óleos de cobra.