quinta-feira, maio 04, 2006

O Mundo Selvagem da Selva

Dr. Irving Marafo apresenta para a BBC o documentário: "A vida do Mauricinho Alternativo"

"O mauricinho alternativo pode ser facilmente identificiado pelos padrões coloridos em sua pele, tais como: Simbolos do Om, figuras japonesas e mensagens do tipo 'Eu amo a mamãe'. Esses padrões coloridos visam descamuflar o indivíduo no seu habitat, tornando-o assim um alvo fácil para predadores, o que nos leva à questão: 'Por que catso ele faz isso?'."


O Mauricius alternativus se difere também do Mauricius vulgaris pela ritual trabalhoso de manter-se sujo e desarumado.

Em São Paulo os M. alternativus é facilmente encontrado na Vila Madalena, na Feirinha de Benedito Calixto e no CRUSP. Eles costumam frequentar ambientes com desenhos primitivos e palavras aleatórias nas paredes.

Na época de acasalamento os membros desta espécie se encontram em raves, sarais e em encontros sociais de esquerda. O macho aborda a fêmea com o chamado 'Papo cabeça', que consiste em dizer alguma coisa sobre algo indefinido. O 'papo cabeça' pode levar rapidamente à cópula, principalmente após a ingestão de alcool, substâncias que levam ao chamado estado alterado de consciência, como a fanta uva por exemplo. Mas muitas vezes a investida do macho é interrompida pelo subito jorro de vômito da fêmea manguaçada.

Por muito tempo se achou que a fêmea do Mauricius alternativos fosse outra espécie, a Patricias alternativas, popularmente chamada de Camilinha, mas observações científicas comprovam que as duas espécies podem gerar descendentes quase viáveis, principalmente quando criados pelos avós.

Mas o mais curioso é que os filhotes freqüêntemente renegam a sua espécie e se tornam Homus Yuppus, espécie adepta do capitalismo selvagem e dos barzinhos da Vila Olímpia.