domingo, abril 20, 2014

A xota pegando no pau

A gente está em uma sociedade em que um imbecil com um Hilux com um caixa de som na carroceria pode estacionar a 1 da manhã de pascoa em um bairro residencial e começar a espalhar palavrões em um raio de 3 quarteirões. Isso é chamado de Funk e por muito é considerado uma manifestação cultural.

Mas na verdade isso é somente uma questão de força "Eu tenho um som alto e por isso vou obrigar a todos ouvir a merda que eu quiser", é a lei do mais forte, é a barbárie.

O estado, que detém o monopólio do uso da força na sociedade civilizada, deveria intervir e decer aprender o veículo, aplicar multas ou até decer o cacete no filho da puta. Porém, criou-se uma cultura que o estado não pode mais exercer o seu papel e que tudo é permitido.

Qual a consequência da ausencia do estado? As pessoas que são obrigadas pela força do som mais alto do FDP do Funk teriam que reagir força com força, ou seja, a reaçõa lógica seria montar uma milicia para parar de ouvir: "A xota pegando no pau".

Mas é um sinal preocupante pensar de que para você, pessoa que deixa metade do que ganha em impostos pra o governo, poder dormir em paz tem como única soluçõa organizar um grupo de vigilantes e começar uma pequena guerra civil.