sábado, setembro 10, 2005

Noitão no Belas Artes

Ontem teve o Noitão do HSBS Belas Artes. Já tinha ido no do Unibanco, mas no Belas Artes foi a primeira vez. Achei a seleção muito melhor, organizada em torndo de uma temática, com uma pré-estréia de verdade, sem data para ser lançada, e dois filme antigo, sendo um surpresa. No unibanco mês passado teve três pré-estréias, sem nenhuma relação, a não ser o fato de serem pré-estréias.

Eu adorei a seleção, filmes espanhois como temática. Na minha sala começou com "Labirinto das Paixões do Almodovar". Fazia 5 ou 6 anos que eu havia assistido esse filme, já não lembrava de quase nada. O filme é uma brincadeira do Almodovar no começo de carreira, mas já tem diversos elementos que aparecem recorrentemente nos seus filmes, homosexalismo, travestís, o exagero no visual, e outras coisas. Interessante compara com "Fale com ela", que é um filme do Almodovar maduro.

Em seguida teve o filme surpresa: "Os piores anos da minha vida". É sobre um moleque nerd que tem um irmão boa pinta que fica com todas as garotas, mas não liga para nenhuma, enquanto que ele se apaixona por todas as garotas, mas não fica com nenhuma. Eu gostei muito, o cara faz diversas coisas estúpidas que eu vivo fazendo. Muito, muito engraçado, humor no texto, na atuação.

Por último teve "Da Cama para a Fama", título imbecil em português, o original é "Torremolinos 73". É foda quando um autor escolhe um título relevante e vem os caras da distribuição e escolhem algo óbvio e apelativo. Bem, mas a estória é fantástica, é sobre um casal, um vendedor de enciclopédias e uma dona de casa, quase falidos, prestes a perder o emprego que começam a fazer filmes pornôs para um ramo da empresa de enciclopédias onde ele trabalha, e isso em plenos anos 60, na espanha moralista. A atuação do casal é ótima, e o final é muito bonito.